18

O Brasil não deu certo

Por Pedro Ferreira e Renato Fragelli

Em artigo recentemente publicado neste espaço, Armando Castelar pergunta: como um país que, entre 1900 e 1980, multiplicou por 12 seu produto por trabalhador, logrou aumentá-lo menos que 30% nos 40 anos seguintes? Utilizando a categoria de análise adotada no livro "Sapiens: A Brief History of Humankind", de Yuval Harari, Castelar vai além: que narrativa, ou a "realidade virtual", ou desculpa coletiva os brasileiros apresentam para esse fracasso? Afinal, de 1980 até hoje, o país passou por diferentes regimes políticos, modelos econômicos, planos de estabilização, mas não saiu do lugar. Surpreendentemente, os brasileiros não encaram o fiasco de frente, nem se dão conta de sua magnitude, muito menos de sua evitabilidade.