6

O relevante e o secundário no ajuste

Por Luiz Carlos Mendonça de Barros

O Fundo Monetário Internacional publicou recentemente seu relatório anual sobre a economia brasileira: merece ser lido com atenção. Nele estão descritos com acuidade os fatores positivos e negativos que vem ocorrendo na economia brasileira nesta primeira metade da década. Ressaltam os técnicos do FMI os avanços estruturais ocorridos nos últimos anos, alinhando também as dificuldades conjunturais criadas por uma gestão errada da política econômica e por valores ideológicos de um governo que coloca o Estado à frente do mercado como agente indutor do crescimento.