2

Não há novo regime de desenvolvimento

Por Pedro Ferreira e Renato Fragelli

Alguns economistas de dentro e fora do governo têm defendido a tese de que o Brasil encontra-se em um novo regime de desenvolvimento, caracterizado por uma quebra estrutural - e radical - em relação ao passado. O novo regime teria o potencial de proporcionar um acelerado crescimento por um longo período, pois as limitações e gargalos do passado teriam sido eliminados.