8

O que fazer diante do fracasso do ajuste?

Por Cristiano Romero

Em 2008, no auge da recente crise mundial, o Brasil pôde adotar, pela primeira vez, medidas anticíclicas para enfrentar os efeitos do inevitável contágio da turbulência. Fez isso, tanto na área fiscal quanto na monetária, sem colocar em risco duas conquistas históricas: a estabilidade de preços e a solvência das contas públicas, esta expressa no grau de investimento obtido naquele ano junto às agências de risco.